info
Invista com responsabilidade. Invista com responsabilidade.Invista com responsabilidade.Os CFDs são instrumentos complexos e apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro, devido à alavancagem. 78.90% dos investidores de retalho perdem dinheiro com este provedor. Tenha em consideração se compreende como funcionam os CFDs e se está em condições de perder o seu dinheiro.Os CFDs e as Apostas em Taxas de Spread são instrumentos complexos e apresentam um alto risco de perda rápida de dinheiro devido à alavancagem. 80.59% das contas de investidores de retalho perdem dinheiro ao negociarem CFDs e fazerem Apostas em Taxas de Spread com este provedor. Deve ter em consideração se compreende como funcionam os CFDs e as Apostas em Taxas de Spread e se pode correr o risco de perder o seu dinheiro.
Invista de modo responsável: Negociar CFDs envolve riscos significativos.
Taxa de Câmbio: o que é, a definição é e como funciona?

Taxa de Câmbio: O Que É, A Definição e Como Funciona?

Você já deve ter ouvido falar sobre a taxa de câmbio na mídia nas sessões de economia e investimentos. Por exemplo, ao falar sobre a cotação do dólar, muitos especialistas mencionam essa taxa. Mas você sabe o que é e como trabalhar com esse tipo de taxa no mercado cambial? Adiante falaremos detalhadamente sobre a definição de taxa de câmbio, além de como funcionam os regimes específicos. Além disso, abordaremos mais especificamente os três tipos existentes no mercado para esse indicador. A seguir abordaremos os seguintes assuntos:

  • O que é taxa de câmbio?
  • Taxa de câmbio real, nominal e efetiva.
  • Quais são os regimes de taxa de câmbio (flutuante, fixo).
  • Como o cálculo da taxa de câmbio foi desenvolvido?

O que é taxa de câmbio?

Antes de falarmos sobre os cálculos realizados através das taxas envolvidas no câmbio, será ideal que conceitualizemos esse tipo de relação entre moedas utilizadas atualmente. Além disso, fundamentar esse tipo de conceito será importante para que você consiga operar no mercado lucrando também com a taxa de câmbio.

Conceito de taxa de câmbio

As diferentes nações criaram sistemas econômicos que precisam de uma determinada moeda de troca, válida dentro do território dos países. A taxa de câmbio seria um índice numa relação entre moedas de diferentes nacionalidades. Por isso que, essa taxa, além de estar ligada às relações entre dois países também está atrelada ao valor de uma moeda em relação a outras.

E o dólar ou o euro, por que são tão importantes nisso?

Basicamente porque os Estados Unidos da América e os países europeus são considerados as economias mais estáveis do mundo. Portanto, as taxas de câmbio implicam também nas relações macroeconômicas entre os países. Por isso realmente, o Euro e o Dólar são geralmente tomados como base indicativa para os cálculos da taxa.

Teste seus
conhecimentos
agora!

Taxa de câmbio real, nominal e efetiva

Pode-se considerar que a taxa de câmbio seja um dos principais indicativos da saúde econômica de uma moeda. Isso porque os resultados da balança comercial são afetados; e essa também reflete a competitividade internacionalmente de um país. A taxa de inflação, por exemplo, exibe desvalorizações e valorizações da taxa de câmbio que impactam a economia de um país. Entendendo isso, vejamos os tipos de taxa de câmbio em termos conceituais.

Taxa de câmbio real (TCR)

Suponhamos o valor de uma moeda em seu território nacional, considerando a inflação do país. É um tipo de taxa de câmbio dependente do valor do dólar ou do euro como base. Como essas são as moedas que servem como padrão de medição, digamos assim, para o câmbio no mundo; serão consideradas para a taxa de câmbio real.

Com funciona a taxa de câmbio real?

Há diversos fatores que determinam o preço de uma moeda, porém a relação da oferta e da demanda é essencial. Por exemplo, as transações mais importantes no mundo são lastreadas em dólar. O euro também é muito utilizado para tomar a base da taxa de câmbio real, vejamos como esse valor é calculado:

Fórmula da taxa de câmbio real

Esse é um cálculo simples até, considerando as questões internacionais envolvidas. Isso porque, para obter o resultado da taxa de câmbio real, você poderá usar uma fórmula:

CR = (CN x IE) ÷ II.

  • CR = é o câmbio real, resultante e valor da taxa.
  • CN = o câmbio nominal que representa a moeda de cálculo de base.
  • A inflação externa é indicada na equação como IE.
  • II = acrônimo para inflação interna.

Exemplificando

Usando um exemplo que envolva o dólar e o real, onde a cotação diária esteja no valor de 4,50. Considerando que a inflação dos EUA esteja em 2% e a do Brasil em 3%, vamos aplicar a fórmula para verificar os resultados?

CR = (4,50 x 0,02) ÷ 0,03

CR = 3.

No cenário indicado a taxa de câmbio será de 3, indicando esse índice entre o real e o dólar.

Taxa de câmbio nominal

Esse é o tipo mais popular demonstrado, por exemplo, nos veículos de mídia e representa o custo de uma moeda em relação a outra no mercado. Vamos tomar como meio demonstração o dólar em relação ao real. O valor de um dólar, pode em determinado período, estar a 4 reais.

O que isso indica?

Por incrível que pareça a taxa de câmbio nominal está indicando a variação dos valores das moedas nas bolsas de valores pelo mundo. É a relação de duas unidades monetárias de diferentes nações ou países. Ela também pode ser ponderada com a relação da inflação interna e externa, similarmente à taxa real. No entanto a nominal é muito mais direta e clara, porque o cálculo é feito em quantas vezes uma moeda vale em relação à outra.

Taxa de câmbio efetiva

Esse tipo também é conhecido como taxa de câmbio efetiva real, identificando o quanto os países interferirão nos fluxos das relações comerciais. Portanto é uma modalidade que mede taxas de câmbio bilaterais com relação a parceiros comerciais selecionados.

Quais são os regimes de taxa de câmbio (flutuante, fixo)

Há diversos fatores que influenciam na taxa de câmbio, como a inflação, a renda familiar, atratividade dos investimentos por conta das condições do mercado, etc. Essas condições, definitivamente interferirão no mercado do câmbio e o Banco Central precisa interferir nessa relação. Isso está relacionado à valorização ou não da moeda nacional, através de três regimes diferentes.

Taxa de câmbio fixa

Nesses casos, o valor da moeda estrangeira é definido e congelado pelo governo de um país. Portanto, o Ministério da Economia (geralmente) definirá um valor fixo para a moeda com uma paridade predefinida. O governo de um país geralmente estabelecerá seu câmbio em paridade com o dólar americano.

Taxa de câmbio flutuante

Esse tipo de câmbio é determinado pela oferta e demanda do mercado, portanto o governo do país permite que o preço flutue. Geralmente, também é em relação ao dólar e tem a obtenção de baixar a taxa de juros sobre empréstimos dentro do país. Todas as vezes que o câmbio flutua demais, o governo de um país toma medidas para controlar a inflação e evitar uma possível crise.

Como o cálculo da taxa de câmbio foi desenvolvido?

O cálculo da taxa de câmbio está diretamente ligado ao desenvolvimento das economias nacionais e do Estado moderno. Ao haver uma moeda válida em determinado território nacional e comércio internacional; com leis de mercado mundiais, o câmbio ficou estabelecido. Há, naturalmente, uma diferença macroeconômica entre as moedas, portanto muitos especuladores e investidores acabaram também utilizando a taxa de câmbio como meio de obter alguma lucratividade. Ou seja, as taxas de câmbio estão historicamente ligadas aos Estados Nacionais e ao sistema comercial internacional.

Conclusão

Neste artigo falamos sobre a taxa de câmbio, suas formas de cálculo e seus diferentes regimes. Além disso abordamos brevemente sobre como ocorreu o desenvolvimento desse tipo de sistema e sua ligação com os Estados Nacionais. Você gostou deste artigo? Não se esqueça de deixar o seu like e compartilhar com todos as importantes informações que compartilhamos aqui ajudando a divulgar nosso trabalho.

Experimente já a
plataforma de negociação
MetaTrader 5!
Esse artigo foi útil?