info
Invista com responsabilidade. Invista com responsabilidade.Invista com responsabilidade.Os CFDs são instrumentos complexos e apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro, devido à alavancagem. 78.90% dos investidores de retalho perdem dinheiro com este provedor. Tenha em consideração se compreende como funcionam os CFDs e se está em condições de perder o seu dinheiro.Os CFDs e as Apostas em Taxas de Spread são instrumentos complexos e apresentam um alto risco de perda rápida de dinheiro devido à alavancagem. 80.59% das contas de investidores de retalho perdem dinheiro ao negociarem CFDs e fazerem Apostas em Taxas de Spread com este provedor. Deve ter em consideração se compreende como funcionam os CFDs e as Apostas em Taxas de Spread e se pode correr o risco de perder o seu dinheiro.
Invista de modo responsável: Negociar CFDs envolve riscos significativos.
O Que é Análise Fundamentalista e Como Funciona?

O Que é Análise Fundamentalista?

Antes de comentarmos sobre o assunto, precisaremos definir o conceito de análise fundamentalista no mercado de ações. Além disso, também será necessário entender com ela funciona nesse contexto, para o analista do mercado financeiro.

No artigo a seguir abordaremos os seguintes tópicos:

  • O que é Análise Fundamentalista (investimentos)?
  • Diferenças entre análise fundamentalista e análise técnica.
  • Análise quantitativa e qualitativa.
  • Como funciona a Análise Fundamentalista?
  • Indicadores-chave (ROE, folha de balanço, fluxo de caixa, EBITDA, etc.)
  • Outros indicadores importantes.

O que é Análise Fundamentalista (investimentos)?

Primeiramente, vamos falar sobre o conceito desse tipo de análise no mercado de ações. Essa modalidade de análise representa uma forma de avaliação de uma empresa, pautada em documentações de acordo com a situação financeira, políticas empresariais e mercadológica.

Através da Análise Fundamentalista o investidor poderá verificar se:

  • A ação que ele deseja comprar está em um panorama econômico adequado.
  • Se o valor da ação na Bolsa de Valores está adequado às suas expectativas.
  • Além disso, se o investimento tem uma real expectativa de gerar resultados lucrativos no futuro.
  • Analisar o histórico da empresa para verificar se há um real potencial a longo prazo de investimento.

Qual a importância da análise fundamentalista?

A análise fundamentalista serve para pautar a tomada de decisões de compra e venda de ações. Portanto, uma análise fundamentalista é extremamente importante para basear decisões de investimento em dados econômicos, indicadores no mercado financeiro em geral ou resultados para a empresa e balanços.

Assim, a análise fundamentalista representa uma ferramenta eficaz para que o investidor em ações faça uma análise completa e fundamentada sobre uma empresa listada na Bolsa de Valores. Essas análises serão essenciais para que o investidor tome a decisão sobre se deve ou não investir em determinado ativo.

Diferenças entre análise fundamentalista e análise técnica

Caso você seja um investidor na bolsa, você provavelmente também já ouviu falar ou conhece sobre a análise técnica. Essas duas técnicas mencionadas são as principais metodologias utilizadas por traders no mundo todo de forma a avaliar o potencial de seus investimentos.

Basicamente, são análises muito utilizadas sendo que a análise fundamentalista servirá mais para avaliação de investimentos aos quais deseja-se obter resultados a médio e longo prazo. Já a análise técnica tem o objetivo de verificar a viabilidade do investimento em ações a curto prazo.

As principais diferenças entre análise fundamentalista e análise técnica

Análise fundamentalista

  • Esse tipo de análise é capaz de avaliar o fluxo de caixa de uma empresa, resultados gerais a longo prazo, bem como a conjuntura econômica do momento.
  • A expectativa do retorno de investimento, bem como o horizonte da análise serão a longo prazo.
  • Portanto, os resultados das análises não serão imediatos mesmo que os investimentos sejam certeiros.
  • Ideal para um perfil mais moderado ou conservador de investidor.
  • O analista tende a procurar ações que formem um patrimônio a longo prazo.

Análise técnica

  • O investidor avaliará gráficos de resultados do ativo desejado a curto prazo.
  • Além disso, o analista buscará resultados em semanas e até mesmo em dias para seus investimentos.
  • As análises são feitas geralmente em tempo real através de gráficos disponíveis pelas próprias empresas que oferecem os sistemas.
  • O perfil de investidor pode ser mais adequado para analistas que preferem se arriscar um pouco mais.

Análise quantitativa e qualitativa

A análise fundamentalista também conta com dois subtipos sobre os quais falaremos mais detalhadamente adiante.

Diferença e conceito: análises qualitativa e quantitativa

Como os próprios nomes indicam o primeiro tipo de análise verificará os aspectos mais subjetivos das prospecções de lucro. Já o segundo se pautará em dados numéricos, gráficos e médias ponderadas também relacionadas às expectações de lucratividade às ações.

Para resumir, podemos identificar a análise qualitativa mais com os cenários de macroeconomia e também de microeconomia relacionados à empresa. É durante os processos de análise quantitativa que serão verificados os aspectos subjetivos e humanos relacionados à empresa. Há por exemplo, um aspecto muito relevante como a relação da empresa com a sociedade e a importância do serviço que essa oferece para a vida das pessoas (subjetivos, portanto de análise mais complexa).

A análise quantitativa é muito mais objetiva pois representa justamente os indicadores de ações que poderemos avaliar numericamente. Alguns indicadores destacam-se nesse tipo de análise porque são amplamente usados, no entanto pode haver outros. Vejamos adiante alguns exemplos:

  • Indicadores numéricos sobre o pagamento de dividendos da empresa.
  • Dados sobre as demonstrações financeiras da empresa.
  • Gráficos de resultados obtidos a partir de indicadores quantitativos.
  • Análise de margens operacionais das ações.

E quais seriam os principais indicadores qualitativos para análise fundamentalista?

No geral, esse tipo de análise leva em conta dados da qualidade da gestão em todos os setores da empresa, principalmente administrativos. Outro indicador muito comum para avaliação são as políticas de governança, Market Share em seu setor, entre outros.

Resumidamente

Os resultados financeiros, a forma da empresa remunerar seus acionistas; entre outros indicadores são todos utilizados para a realização da análise fundamentalista.

Esses indicadores também podem ser usados para pautarem decisões durante a análise da viabilidade para investimentos de outras ações. Além disso, é um tipo de análise pautada em diversas variáveis e indicadores para fundamentar as decisões de compra e venda de ações.

Por que o termo fundamentalista para identificar esse tipo de análise?

Vamos identificar a etimologia do termo porque muitas vezes pode ser ideal para exemplificar e permitir um melhor entendimento do conceito por parte das pessoas.

Cientificamente o termo fundamentalista vem do oferecimento de maior relevância a análises pautadas e que possam ser documentadas. Claro que esses dados podem ser colhidos de forma qualitativa ou quantitativa. Porém é um tipo de decisão de compra e venda de ações que está mais pautada em resultados obtidos a partir de fontes documentais e consideradas confiáveis.

Adiante veremos mais detalhadamente como funciona a análise fundamentalista no mercado de ações. Será importante que você procure a ajuda de um bom analista para lhe ajudar no tratamento de todos esses dados.

Como funciona a Análise Fundamentalista?

Verificamos anteriormente o termo do conceito dentro do contexto do mercado de investimentos. Vimos que o fundamentalismo desse tipo de análise não se refere a algum tipo de radicalismo ou um extremo conservadorismo, mas em decisões que são pautadas em diversos indicadores a médio e longo prazo.

O precursor da Análise Fundamentalista foi um dos mais respeitados analistas do mundo: Benjamin Graham, que foi professor de grandes investidores como George Soros e Warren Buffett. Graham foi considerado o grande pai do Volume Investing.

As decisões de aplicação são tomadas de acordo com o valor, bem como os fundamentos de indicadores no mercado. Portanto, as resoluções são pautadas não somente no balanço das empresas; e isso incluirá:

  • A análise dos lucros.
  • O patrimônio atual da empresa.
  • Perspectivas de lucratividade das ações a longo prazo.

Vejamos agora os dados de estudo essenciais para a análise fundamentalista

  • Há um verdadeiro estudo sobre a macroeconomia que envolve aquele investimento (tanto nacionalmente quanto internacionalmente).
  • A microeconomia de um país como por exemplo, índices de desemprego, PIB do país onde a empresa para o investimento está fundamentada, condições econômicas para o setor daquela ação, etc.

Os indicadores da análise fundamentalista também são conhecidos como múltiplos porque baseiam-se em diversas fontes. Isso serve para que o analista tenha um bom direcionamento para pautar suas decisões.

O passo a passo da análise fundamentalista no mercado de ações

  1. Primeiramente o analista fará a coleta dos dados tanto macroeconômicos quanto microeconômicos.
  2. As realizações das análises financeiras são também muito importantes nesse processo. Entre as informações a serem analisadas estão os balanços patrimoniais da empresa, demonstração de resultados dos exercícios das atividades da empresa, etc.
  3. Nós falaremos mais adiante em detalhes sobre o Ebitda, mas através dos dados obtidos será possível mensurar com precisão a eficácia do empreendimento com esse método.
  4. Faça o cálculo da margem bruta através da divisão pelo total de vendas líquidas. Esse tipo de cálculo terá a função de analisar a capacidade de rentabilidade de uma empresa permitindo a verificação dos potenciais de lucro.
  5. Será fundamental que o analista verifique o preço da ação que deseja adquirir ou vender em relação ao valor patrimonial do negócio.
  6. Verifique o preço da ação em relação ao lucro. Essa é uma dica fundamental porque analisar a lucratividade potencial de uma ação será um respaldo para a tomada de decisão que realmente lhe permitirá analisar futuramente.

Indicadores-chave (ROE, folha de balanço, fluxo de caixa, EBITDA, etc.)

Vamos agora neste tópico falar mais especificamente sobre cada um desses indicadores. Eles serão fundamentais para a sua análise de acordo com os fundamentos mais importantes para medição das expectativas de lucro sobre a compra de ações.

ROE

ROE é uma sigla para o termo inglês Return on Equity que significa Retorno Sobre Patrimônio. Ele mede a capacidade para agregação de valor da empresa de acordo com seus recursos próprios e com os investidores.

A fórmula para o ROE é calculada da seguinte maneira:

ROE = Lucro Líquido/Patrimônio Líquido.

Para empresas que apresentarem um crescimento maior, o ideal é que as expectativas com relação ao número resultante também sejam maiores. Uma outra dica seria analisar uma média do ROE dos últimos 5 anos de uma empresa para obter um resultado histórico.

Folha de Balanço

A folha de balanço é o mesmo que a realização de um balanço patrimonial de uma empresa. Ela é simplesmente uma demonstração contábil que visa evidenciar quantitativamente e qualitativamente a situação financeira e patrimonial de determinada empresa.

Essas informações são bastante relevantes para a realização da análise fundamental. É uma análise que demonstra a situação atual da empresa e pode fundamentar as decisões para um analista do mercado financeiro.

Fluxo de Caixa

O fluxo de caixa também é uma forma de análise fundamentalista pautada em documentos. O fluxo de caixa será importante para avaliação da situação atual da empresa também pautando suas decisões de compra e venda de ações no mercado.

Para análise do fluxo de caixa de uma empresa, muitas vezes será necessário ter acesso a dados importantes da empresa. Isso nem sempre será possível, dependendo do tipo de empresa na qual você terá interesse.

É muito mais provável que você consiga o balancete com a relação de todas as contas relacionadas aos bens patrimoniais, bem como os registros de contabilidade durante o tempo de desenvolvimento das atividades comerciais.

EBITDA

O conceito de Ebitda é fundamental para investidores em todos os níveis, sejam iniciantes ou mais experientes. A sigla EBITDA é um acrônimo em inglês para: Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization.

Em português a sigla simplesmente significa: Lucros Antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização. Já pela tradução do termo pode-se auferir muito sobre o tipo de análise na qual é pautada essa estratégia.

Através desse tipo de análise será possível obter indicações importantes sobre a empresa. Apesar de o EBITDA não ser um instrumento de avaliação único de empresas de capital aberto no mercado financeiro.

O EBITDA também ajuda a avaliar a competitividade, bem como a eficácia da empresa em relação à concorrência. Apesar de ser um instrumento de análise bastante completo precisará de mais dados como respaldo para fundamentar as decisões. Ele serve geralmente para análise de geração de caixa da empresa para verificação da eficiência e da produtividade do negócio.

Como usar o EBITDA?

Para que você possa usar o EBITDA para tomar decisões de investimento como analista será necessário obter o lucro operacional da empresa. Ele pode ser calculado como resultado da subtração da receita líquida, despesas operacionais e custo das mercadorias.

Em seguida você adicionará a depreciação, o lucro operacional da empresa além do custo das mercadorias. Você pode também calcular usando o lucro líquido, bem como pelo demonstrativo dos resultados.

Ao lucro líquido será necessário ser somado com

  • O Imposto de Renda da Empresa.
  • A Contribuição Social da Companhia.
  • Depreciação.
  • Amortização.
  • Resultado Financeiro Líquido da Empresa.

Para empresas brasileiras

Os investidores que desejam fazer transações no mercado financeiro brasileiro têm acesso mais facilitado a essas informações. Isso com certeza facilita muito na hora de fazer a aplicação da técnica.

Vamos analisar um exemplo real?

Em 2017, a Petrobrás expôs seus resultados financeiros para o ano anterior. Entre esses dados o EBITDA da empresa ao longo do ano de 2017 foi divulgada.

Esses dados foram extremamente úteis para investidores interessados que estavam preocupados com a saúde financeira da empresa. Em 2016, a Petrobrás passou por inúmeras dificuldades registrando diversas perdas. A empresa publicou que houve uma reavaliação de seus ativos, provavelmente também por conta da operação Lava Jato.

Após um período de dificuldades, da reavaliação dos ativos e da redução de seu endividamento a empresa realmente começou a apresentar novamente grandes expectativas de lucratividade. Essas informações foram possíveis de serem obtidas através do EBITDA.

Outros indicadores importantes

Nós já analisamos alguns dos indicadores mais fundamentais para análise quando um investidor deseja aplicar uma estimativa realista aos seus investimentos. Agora vejamos alguns outros indicadores que também podem ser muito importantes para que o analista faça suas tomadas de decisão.

O indicador de preço sobre lucro

Esse indicador também é conhecido como preço sobre resultado permitindo comparar o preço relativo de uma ação e seu lucro esperado. Há uma fórmula que indica um valor final indicando o potencial de lucratividade de um investimento.

Fórmula do Preço sobre Lucro

PL = cotação de uma ação dividida pelo lucro por ação

Para fazer a análise você deve considerar que o lucro por ação é igual ao lucro total dividido pela quantidade de ações que a empresa emitiu no mercado financeiro.

Quais são as limitações desse indicador?

Embora esse indicador seja uma excelente maneira de avaliar o potencial de determinadas empresas, esse é um indicador a curto prazo. Ele não considerará o potencial de lucratividade futura relacionada às ações.

Indicador de dívida pelo capital social

Esse indicador também pode ser denominado pela sua terminologia em inglês de Debt-Equity. Será importante que o analista verifique realmente a situação da empresa com relação às suas dívidas. Vejamos adiante a fórmula correta para esse indicador:

Dívida pelo Capital Social = dívida total da empresa dividida pelo valor do capital social. Todos os empréstimos da empresa serão considerados, tanto os que foram obtidos no passados quanto aqueles que ainda poderão vencer.

O capital social seria o valor aportado disponível até mesmo a partir dos acionistas da empresa. O endividamento, de certa forma, pode ser considerado algo normal mas deve estar sob o foco do analista caso haja indicadores muito negativos.

Preço e valor patrimonial

Esse também é um indicador que talvez seja considerado simples de ser analisado. Ele pode ser encontrado sob a sigla de VPA e mostra o quanto os investidores pagam a cada real que lucram.

Fórmula para o preço e valor patrimonial

Preço dividido por valor patrimonial é igual à cotação da ação dividido pelo valor por ação (de ativo). Ou seja, P/VPA = cotação da ação / valor por ação.

H4; Limite desse indicador

Muitos investidores consideram que esse indicador não mostra realmente a situação da empresa. Isso porque há ativos intangíveis que são capazes de tornar o VPA muito alto, impedindo uma análise mais aprofundadamente realista.

Conclusão

Neste artigo analisamos de forma bastante completa a análise fundamentalista no mercado de investimentos. Esse tipo de análise é essencial para pautar tomada de decisões estratégicas na hora de realizar investimentos conscientemente e pautados em dados.

Você gostou deste artigo? Não se esqueça de nos seguir, deixar o seu like e compartilhar com todos os seus amigos nas redes sociais essas importantes informações!

A prática leva à
perfeição.
Esse artigo foi útil?